WebMail  

Colhendo Inovações - Programa Produtividade Cocari

03/12/2018 - 16:03:02  Cocari
Redação da C7 Comunicação


Os melhores resultados em produtividade de soja foram premiados


 



A necessidade mundial pela produção de alimentos impõe diariamente o desafio de produzir cada vez mais e com sustentabilidade, utilizando menos recursos naturais. Neste contexto, a Cocari implantou o Programa Colhendo Inovações, por meio do qual lidera dentro de sua área de atuação, no Paraná e no Cerrado, ações necessárias para que os cooperados possam acessar e implementar estratégias que lhes assegurem o caminho da produtividade e rentabilidade sustentável.


No dia 7 de novembro a cooperativa realizou um encontro com produtores, quando foram premiados os vencedores da edição 2017/2018 do programa de produtividade, que tem como objetivo principal desafiar o Departamento Técnico da Cocari (Detec) e os cooperados, estimulando seus limites profissionais na busca constante do conhecimento necessário para produzir soja em um ambiente ético e sustentável, maximizando a produtividade. 


Na oportunidade, o presidente Vilmar Sebold ressaltou a importância do domínio das tecnologias, que vão impactar na atividade no campo, principalmente com relação à produtividade, e que já estão sendo utilizadas em países desenvolvidos. Sebold comentou a participação de executivos da Cocari em um programa de treinamento sobre gestão, realizado pelo Sescoop, que teve início em 2015, em renomadas universidades americanas, com participação do vice-presidente da Cocari, Dr. Marcos Trintinalha e posteriormente do diretor executivo, João Carlos Obici.


Em 2018 foi a vez de o presidente fazer imersões em viagens para os Estados Unidos, França e Suíça, com apoio de empresas parceiras. Antes, participou também de uma viagem à China, que teve por objetivo entender o mercado chinês com relação à soja. 


Vilmar Sebold falou sobre o que viu durante as viagens. “A palavra de ordem é disrupção – romper o que está acontecendo e criar um fator de crescimento exponencial. Chegamos à ‘quarta onda’ – a onda de tecnologia e, seguramente, nos próximos anos, o instrumento mais importante, tanto para os técnicos quanto para os agricultores, vai ser tecnologia”, esclareceu.


Sebold destacou um aplicativo em teste, que fotografa a planta, coloca em tempo real no satélite, e de qualquer lugar do mundo, os cientistas conseguirão dizer qual a doença, o problema, a recomendação para o manejo daquela planta, quais os princípios ativos que podem ser aplicados e qual o reflexo econômico que isso pode trazer se não for tratado. “Isso muda a vida da cooperativa, do técnico, do produtor”, enfatizou.


Analisando os resultados do Programa de Produtividade, o presidente parabenizou aos produtores que alcançaram excelentes índices. “Há alguns anos, falava-se em 100 sacas por alqueire quando a lavoura ia muito bem”, lembrou. Sobre a evolução na produtividade da soja, Sebold salientou que para o futuro no Brasil, o que já é realidade em países desenvolvidos, as tecnologias vão impactar diretamente nas atividades do campo, principalmente com relação ao aumento da produção e produtividade. 


O presidente ressaltou que as exigências de mercado são de que o técnico faça mais do que recomendações. “As pesquisas e tecnologias serão cada vez mais imprescindíveis. O profissional terá de ser um consultor. Se ele tiver no sistema a atividade do cooperado nos últimos cinco anos, o quanto colheu ano a ano, quais produtos utilizou, qual o crescimento obtido, a melhor época em que vendeu a soja e qual o melhor resultado, se tornará efetivamente parceiro. Temos de melhorar as métricas, ou seja, a forma de relacionamento, e o uso da tecnologia é fundamental nesse processo”, salientou.


Christiano de Camargo, gerente do Detec, salientou que a iniciativa instigou e envolveu técnicos e produtores rurais. “O Colhendo Inovações contou com participação de aproximadamente 45 profissionais do Detec da Cocari que, juntos, inscreveram cerca de 70 agricultores cooperados de toda nossa região de atuação. As áreas produtivas inscritas destes agricultores totalizam 1.400 hectares distribuídos em 28 municípios”, esclareceu o gerente técnico


O grande destaque desta edição veio com o trabalho do engenheiro agrônomo do Detec, Marcelo Luís Basso Meneguim, que enfrentou o desafio de produtividade em parceria com o associado João Tsutomu Suzuki, de Borrazópolis. Juntos, conquistaram a marca de 82,74 sacas/hectare, na Categoria Paraná – Baixo. “O cooperado deu todo o respaldo para que conseguíssemos desenvolver o trabalho, o que tornou possível alcançarmos esse sucesso”, declarou o agrônomo.


Suzuki disse que a produção da terra estava muito aquém do que esperava, e isso o fez acreditar e trabalhar nesse desafio para tentar aumentar a produtividade. “Essa parceria é importante, porque une a pesquisa científica com a prática, pelo bem comum, que é a produtividade”, justificou o cooperado.


A dupla se disse animada para a próxima edição. “Agora estamos com a meta de 100 sacas por hectare a ser cumprida”, declarou Marcelo Luís Meneguim.


O engenheiro agrônomo Jefferson Leandro Cabral e o cooperado Valter Audácio Tagliari, de Faxinal, também registraram bons resultados na Categoria Paraná – Alto, com índice de 73,21 sacas/hectare. Técnico e cooperado agradeceram à Cocari pela oportunidade. “Gostaria de agradecer à Cocari, pela possibilidade de realização do Programa Colhendo Inovações, que abre espaço para expressar o máximo de produtividade da terra do cooperado e para mostrar o nosso trabalho, a nossa capacitação, gerada pela cooperativa no decorrer dos anos”, reconheceu o agrônomo.


Valter Tagliari aproveitou para agradecer à equipe técnica. “Quero agradecer à equipe do Cabral, que me ajuda muito nessa parte de produção, com bastante incentivo. Estamos juntos nessa empreitada, trabalhando para que seja ainda melhor no próximo ano”, declarou.


Na Categoria Irrigada – Cerrado, o destaque foi para o cooperado César Sandri, de Cristalina, que obteve produtividade de 84,27 sacas/hectare na soja 2017/2018. 


Maíra Rodrigues da Silva, engenheira agrônoma, trabalhou em conjunto com a família Sandri. “São pessoas muito hospitaleiras, buscam sempre a tecnificação, aceitando o novo e isso facilita muito a condução das atividades. Só tenho a agradecer a eles, pois aprendi muito durante esse projeto. Foi um trabalho muito proveitoso, um grande desafio, pois estimula tanto os integrantes do Detec, quanto os produtores a buscarem maior produtividade”, destacou. “Chegar ao final e receber a notícia de que tivemos o melhor resultado foi muito gratificante. Que venham as novas edições do Programa Colhendo Inovações”, comemorou.


No encerramento do evento foi lançada a próxima edição do Programa Colhendo Inovações e os cooperados foram convidados para participar do novo desafio, com a finalidade de incrementar a produtividade das lavouras de soja nas propriedades.



 

 
COOPERATIVISMO IMPRENSA
 
RECURSOS HUMANOS CONTATO
 
 
COCARI
COCARI - Cooperativa Agropecuária e Industrial
Rua Lord Lovat, 420 - Jardim Esplanada
CEP: 86975-000 - Mandaguari - PR
Fone: (44)3233-8800
Entre em contato conosco
Copyright © 2015 COCARI - Todos os direitos reservados